link-marketing.info Lifestyle LIVRO O CAVALEIRO DOS SETE REINOS PDF

Livro o cavaleiro dos sete reinos pdf

Tuesday, March 5, 2019 admin Comments(0)

o cavaleiro dos sete reinos pdf. Quote. Postby Just» Tue Mar 26, am. Looking for o cavaleiro dos sete reinos pdf. Will be grateful for any help! Top. 2 out. Fogo & Sangue | Confira imagens exclusivas do livro de George R.R. Martin narrando da guerra de conquista que uniu os Sete Reinos até os em homenagem à rainha, para exibir as habilidades de seus cavaleiros. miséria e das guerras. o cavaleiro da estrela guia download pdf - estrela da de fazer uma viagem: à palestina a África a itália 6. o cavaleiro dos sete reinos - o.


Author: WILFREDO HOGREFE
Language: English, Spanish, Indonesian
Country: Dominica
Genre: Health & Fitness
Pages: 661
Published (Last): 22.09.2016
ISBN: 434-4-47314-442-8
ePub File Size: 16.56 MB
PDF File Size: 17.74 MB
Distribution: Free* [*Regsitration Required]
Downloads: 23515
Uploaded by: GABRIELA

o cavaleiro dos sete pdf o cavaleiro dos sete reinos the tales of dunk and egg 1 3 Todos os livros aqui reunidos buscam Projeto Livro Livre - Iba Mendes. Lista de Leitura para e AS Cronicas de Gelo e Fogo - Livros 04 - Gorge R.R. O Cavaleiro dos Sete Reinos - Livro Unico - Gorge R.R. Martin;. D'Agostini, Franca - Analiticos e link-marketing.info - Ebook download as PDF Livro Manual Das Secret Arias Tjma o Cavaleiro Dos Sete Reinos.

Vicente, S: Ai Deus da minha alma, Deus da minha alma! Tens outra pneumonia a curar? Um dia Amaro jantara em casa da Sra. E enquanto a S. E saiu com mesuras a todos os altares. Entusiasmo pela padraria!

Joaneira sabia as coisas interessantes do dia: Depois, animando-se, bulia-lhe no cesto da costura. Mas suspendeu-se, muito vermelho, afetando tossir. Ora a tolice! Mas Amaro prontificou-se, rindo, todo contente: Era mandarem, era mandarem!

E a voz de Amaro murmurava, perturbada: Depois a S. Amaro acendia o seu cigarro, e escutava, bamboleando a perna. Nunca estivera assim na intimidade duma mulher. Ficava todo subjugado, sofria. A hora do jantar, sobretudo, era a sua hora perigosa e feliz, a melhor do dia. Amaro queria levantar-se logo, atencioso. Era ele e a cadela, a Trigueira. Ele sentava-se, exalando um profundo uff! Depois do jantar iam visitar a entrevada.

E a velha ficava a murmurar, espantada: Pobre de Cristo! Joaneira, fazendo devagar a sua meia. E diante dele sentia-se mais enleado no seu acanhamento de padre. A intimidade do escrevente na casa parecia-lhe escandalosa: E todas as provas, as certezas do amor dela pelo "idiota do escrevente" cravavam-se-lhe no peito como punhais Um dia Amaro jantara em casa da Sra. E esta! Joaneira, a pachorrenta S. Com que frenesi a esperaria!

Ia aos pulinhos pela rua. Joaneira a cada momento. Depois ele esquecia-se de comprar cartas. E Amaro irritava-se daqueles olhos fixos na costura, daquele casaco amplo escondendo a beleza que mais apetecia nela! E nada a esperar. Nada dela lhe pertenceria, nem a luz daquelas pupilas, nem a brancura daqueles peitos! Queria casar — e guardava tudo para o outro, o idiota, que sorria baboso, jogando paus! Desceu para o seu quarto, desesperado. Comparou-se instintivamente com o outro que tinha um bigode, o seu cabelo todo, a sua liberdade!

Para que hei-de eu estar a ralar— me?

Reinos livro dos sete o pdf cavaleiro

Ela simpatizava talvez com ele, apesar de padre; mas antes de tudo, acima de tudo, queria casar; nada mais natural! Estou a desejar que a rapariga fosse uma desavergonhada! Bonito dogma! Abriu a janela. Como amaria o seu filho, muito pequerruchinho, a puxar-lhe as barbas!

Ai, filhos! O jantar fora todo cozinhado pelo abade: Bela coisa! Era, como dizia o senhor chantre, "um divino artista"! Que tal, hem?

As janelas abriam para o quintal. Uma nora chiava ao longe, lavadeiras batiam a roupa. Olha para o que lhe deu! Os padres engasgavam-se de riso.

Querias que comessem peru? O padre Amaro considerou com gravidade: Que desaforo! Ai, o pecado que vai pelo mundo! Mas a freguesia de Santa Catarina era a pior! E o padre Brito falou dum caso na freguesia de Amor: E falando de um jato: Com um milagre! De chupeta, hem? O padre Amaro, que estivera calado, disse gravemente: Houve uma grande surpresa. Oh, menino! O abade protestava, dizendo: Leia S.

E voltando-se para Amaro: O argumento surpreendeu. Mas a Gertrudes entrava com a larga travessa do arroz-doce. Vamos ao arrozinho. A primeira foi ao abade, que murmurava: Todos beberam comovidos. Libaninho entoou em voz de falsete o hino de Pio IX: A sobremesa foi longa, muito saboreada.

E que era ele? Houve uma enorme risada. Bendito e louvado seja ele por toda a eternidade! Foram pelo atalho da Barroca, um caminho estreito de carros. O Brito, ao lado de Amaro, jurava que havia de beber o sangue ao morgado da Cumeada. E no entanto Brito, com grandes bafos de vinho, roncava: Mas pararam de repente: Sua besta! Que o racho! Ao fim da aldeia, no cruzeiro, tomou pelo caminho de Sobros, voltou para Leiria. Ela fez-se um pouco vermelha: Vai-se por aqui mesmo Maria, quer?

Maria, disse Amaro. Foram subindo a rua dos sobreiros, calados. Um rapazinho passou com um balde de lavagem. O olival era longe, no fundo da quinta: Maria, hem?

Estavam defronte dum velho muro onde cresciam clematites. Ao fundo da parreira atravessaram um campo ao comprido dum regueiro. Ai, um sapo! Amaro deu um pulinho, tocou-lhe o ombro. Estava toda contente, toda viva. Estava fechada! Que pena! E abalava, impaciente, as grades estreitas, entre as duas fortes ombreiras de madeira encravadas na espessura do silvado. Agachou-se, gritou para o lado do campo, arrastando muito tempo a voz: Que seca! Pode a gente saltar para o outro lado. E caminhando rente ao silvado, chapinhando a lama, toda alegre: Saltava sempre por ali.

Estou-me a fazer velha, hem? Ele sorria. Custava-lhe falar. O sol, batendo-lhe nas costas, depois do vinho do abade, amolecia-o: Era uma abertura estreita no valado: Via-se dali a fazenda da S. Ela cantarolava-lhe, escarnecendo: Saltou, foi cair-lhe sobre o peito com um gritinho. Amaro disselhe: Mas ela de repente apanhou os vestidos, correu ao comprido do valado.

Amaro, com grandes passadas, seguiu-a atarantado. Atravessaram o campo junto ao regueiro, depois a rua coberta com a parreira. De onde vens tu a correr, rapariga? Gosta de mim! Depois via-o um pouco triste.

Dos sete livro o pdf cavaleiro reinos

As faces abrasavam-se-lhe quando o ouvia tocar a campainha. Lia o seu livro de missa pensando nele como no seu Deus particular. Devia sair imediatamente da casa da S. Que diria a Sra. Encontrou-o na sala de jantar. Na dobra do cobertor, a Trigueira estirada dormitava como ele.

O Mundo de Gelo e Fogo

Ia acrescentar: Purgue-se, homem! Amaro esteve um momento calado, a olhar o lume. O padre Amaro chegou a cadeira para ele, e falando baixo: Deixe— se disso, homem! Ora a mim parece-me que melhor Mas estou com esta ferrada! Eu verei, eu verei A casa da S. Mas a porta rangeu, D. Josefa Dias entrou: Joaneira era bem-vinda: Joaneira diminuir-lhe a mesada que havia anos lhe dava, regularmente, no dia Mas arrependeu-se logo: Quando veio o padre Amaro, a S.

Daria a mesada! Foi um atrevimento Eu nem soube o que fiz Mas acredite Estou resolvido a sair daqui. Neste momento a S. Disse-me o Sr. Era do major Nunes, que vai mudado para o 5. Estive a pensar no caso De modo que vista-se, e vamos ver a casita. Amaro, calado, rapava a cara com desespero. A casa era na Rua das Sousas, de um andar, muito velha, com a madeira carunchosa: Amaro aceitou a casa.

Foi um grande espanto para a excelente senhora! Fui eu que arranjei a coisa. Eu darei para a panela como dantes; e como a colheita foi boa porei mais meia moeda para os arrebiques da pequena. Amaro no entanto embaixo ia emalando a sua roupa. Nunca mais! Tudo tinha acabado! Joaneira disse, muito magoada: Eu sinto O jantar foi triste. Soa a hora, o momento fadado.

Joaneira disse: Joaneira tinha levado aos olhos a ponta do seu avental branco. Amaro tentou gracejar. Enfim Amaro desceu: Parava no meio do quarto, punha-se a olhar em redor: E seria sempre assim! Ela, com as suas maneirinhas temas, os seus olhinhos adocicados! Tornar-se-ia ambicioso, intrigaria, e, protegido pela Sra. Uma magra criatura murcha, embrulhada num xale barato!

Na igreja, ao lado, bateram devagar dez horas. Costurava decerto, na sala de jantar: O que ele gostava daquela maldita! Era padre!

Fora aquela infernal pega da marquesa de Alegros! O que ele queria era o velho direito de abrir ou fechar a porta das masmorras! Era muito suja: Aquela conversa enfastiava Amaro: Quando acabaria aquela vida? Tinha constantemente o seu rosto presente, ele entrara sempre nos seus sonhos. Que faria ele? Achava-o "palerma". E idealizava Amaro! Estou para ter alguma! Andava, com efeito, amarela, perdera o apetite. Joaneira, case-me esta rapariga. Tenho— lho dito tantas vezes, criatura!

Joaneira, case-a por uma vez! Joaneira voltando-se. E imediatamente, muito repreensiva: Olhe, pode crer, tem-me causado desgosto Amaro disse, corando: E enquanto a S.

Engraxou ele mesmo os seus sapatos, lustrou o cabelo de banha. Grande milagre! Estavam a Sra. O Libaninho, no meio da sala, imitava foguetes subindo ao ar.

Houve palmas. Joaneira, toda banhada de riso. Uma casmurrice, digo eu! Joaneira, que, de lunetas na ponta do nariz, fazia sonolentamente a sua meia. Quando sali de la Habana, Valga-me Dios!

E como a achava graciosa, crioula, quando ela gorjeava: Ay chiquita que si, Ay chiquita que no-o-o-o! Joaneira levava-a sempre ao seu quarto, onde guardava para ela uma garrafa de jeropiga velha: Na capelinha do amor, No fundo da sacristia, Ao senhor padre Cupido Confessei-me noutro dia Por que o tinham feito padre?

Fora "a velha pega" da marquesa de Alegros! E quem inventou isto? Tudo se ilude e se evita, menos o amor! A carne! Lembravase de se fazer protestante: Queria-lhe o amor, queria-lhe os beijos, queria-lhe a alma Sempre fora inimigo de padres!

Como ela se fazia vermelha, mal ele entrava! Ela ergueu os olhos espantados: Entusiasmo pela padraria! Ele reteve-a pela manga do casabeque: Micaela a cocar. Amaro recuou logo a cadeira para junto de D. Todavia o escrevente vivia ainda inquieto: Tinha feito dizia-se em Leiria toda a sorte de maroteira. E ouvira tantas vezes exclamar: A Voz do Distrito fora criada por alguns homens, a quem chamavam em Leiria o grupo da Maia, particularmente hostis ao senhor governador civil. O doutor Godinho, que era o chefe e o candidato do grupo, tinha encontrado em Agostinho, como ele dizia, o homem que se precisa: Agostinho era um estilista de vilezas.

Estas visitas eram segredo! O jornalista, no entanto, com a testa apoiada a um punho, produzia laboriosamente: Na vida do negro fado Ai! Depois, deixando por um momento de contemplar o doutor Godinho, Agostinho dirigia-se diretamente a Roma: Pois bem.

Quereis a guerra? E retomando a leitura: O escrevente respondeu, sorrindo: E eu tocava-lhes os podres. Agostinho instou logo com ele para que escrevesse a desanda.

Traz-me o artigo. Se se viesse a saber?

A coisa publica-se como minha. Quem diabo vai saber? Era o artigo, e intitulava-se: Os modernos fariseus! Mas descansa, eu arranjarei.

Dos reinos o sete cavaleiro pdf livro

Entre o doutor Godinho e a Igreja havia apenas um arrufo: Cumpra estas ordens. E Agostinho declarou ao escrevente — que a coisa publicava-se como um Comunicado, assinado: Um liberal. No domingo seguinte apareceu o comunicado assinado: Onde pode ser sem inconveniente?

Deus proteja o nosso afeto. As senhoras todas. Bela sociedade! Alguma coisa de novo? Leia, para saborearmos! Joaneira deu mais luz ao candeeiro: E, voltando a dirigir-se aos fariseus infelizes, o liberal gritava-lhes com ironia: Como se enganam!

E o padre Brito, escarlate, mexia-se na cadeira, esfregando devagar os joelhos. A sua voz tinha tons roucos: Devia imitar Cristo.

Aquela impiedade criou um terror. Sr, padre Brito, credo! E com um tom pedagogo: O padre Brito resmungava. Houve uma pausa comovida, em que se ouviu a Sra. Desconfiai dele: Que lhe parece? Joaneira pacificadora. Deixar rosnar quem rosna! Ora, mana!

Sei-a dar muito bem quando quero e como quero. Recearam logo que lhe desse o flato; a S. Joaneira e a D. Joaquina Gansoso levaram-na para o quarto, embaixo, amparando-a, com palavras brandas: Nossa Senhora te valha! Aquilo passa-lhe. Josefa, coitadita! Dize, sacerdote de Cristo, onde queres arrastar a impoluta virgem?

Por que rondas em volta da tua presa, como o milhafre em torno da inocente pomba? Eu bebia-lhe o sangue! E o Libaninho murmurava: Ai, filhos, um desgosto assim Mas sentiram a voz da Sra. Bem basta o que basta. Boas noites Joaneira notou, desconsolada: E agora quero dizer uma coisa. As faces em roda continuavam contristadas. E tu, pequena, senta— te ao instrumento e repenica-me essa Chiquita!

Rosnava— se que a esposa do bom Novais andava doida por ele: Carlos, quando o criado, — um galego que trouxera de Lisboa — veio dizer que "estava ali um cura". Que entre para aqui! Grande exemplo! Milhares de pessoas da melhor roda Ainda ontem eu disse em casa do Novais: Uma famosa verrina Gouveia Ledesma apoiou-se nas costas da cadeira, perguntou pasmado: Que tenha V.

Mas V. Nem as leis de imprensa o permitem E o antigo Bibi, tomando uma grande atitude, soltou esta frase: E admiro Pio IX, uma grande figura! Aqui tem o meu pensamento. E como vai o nosso chantre?

Grande latinista Tenha cuidado com o degrau! E quem o esmaga sou eu, padre Amaro, sou eu! Joaneira, desejaria ir pelas lojas dizer bem alto: Eu fui que disse ao Agostinho que publicasse a coisa como um comunicado. Mas no meu foro interior saboreei Sobretudo a piada ao Brito. Estive agora com o doutor Godinho. De modo que agora, se a Ameliazinha estiver de acordo Que tenho estado Olhe, nem tenho dormido! Disse ambiguamente: Mas aproveitando o sentimento da S. Augusta, mas E pelas Gansosos, pelo Libaninho, mesmo sem quererem, a coisa ia-se sabendo, ia-se rosnando Que ela sempre o dissera, o Sr.

Joaneira limpou os olhos ao avental branco. O escrevente enterneceu-se: Joaneira retomando a sua costura, com um suspiro de muito alivio. Joaneira, que estava pondo a mesa, disse-lhe: Faz o que quiseres, filha. Que era isso que me dava cuidado! Isso vem depois. Enfim tu fazes o que entenderes Que olha que eu estou velha, filha, posso faltar-te dum momento para o outro! Josefa Dias — cuja boca produzia o mexerico mais naturalmente que a saliva.

Que vergonha, Jesus! No entanto, com que ansiedade esperava todas as noites o seu toque de campainha! Eis as su as palavras: Je su s disse: E, finalmente, em Apocalipse E disse-me: E disse-me ainda: Salientamos aqui os seguintes pontos: E mais: O casam ento era realizado com grande alegria Em Jerem ias O amigo do noivo, que lhe assiste, espera e ouve, e alegra- -se muito com a voz do noivo.

Ela chorou diante dele os sete dias em que celebravam as bodas. Em o Novo Testamento, permanece o mesmo sentido: Dia de trombeta e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas. Disse-me ele: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! Que noivo gostaria de receber um a noiva incompleta? Apocalipse 7: Senhor, tu o sabes. Em Apocalipse 7: Servem no Templo v.

Sombra ou templo indicam a terra v. O duplo sig n ifica d o das trombetas. Assim diz o Senhor Deus: Diz o Senhor: Daniel 7: Deus nunca ficou sem um remanescente fiel. Respondeu ele: Eis outras passagens: Romanos 9: Em primeiro lugar, tem os os su c e s so s do anticristo e o engano dos ju d eu s. J e s u s advertiu: Ezequiel Assim como Elias tipifica a Igreja arrebatada, Eliseu tipifica Israel.

Sobe, calvo! Olhei, e vi um cavalo branco. Ao seu cavaleiro foi dado tirar a paz da terra para que os homens se matassem uns aos outros. Olhei, e vi um cavalo preto. Olhei, e vi um cavalo amarelo. O seu cavaleiro chamava-se Morte, e o Inferno o seguia. Foi-lhes dado poder sobre a quarta parte da terra para matar com a espada, com a fome, com a peste e com as feras da terra Apocalipse 6: E clamavam com grande voz, dizendo: Houve um grande terremoto. Apocalipse 6: O primeiro anjo tocou a sua trombeta, e houve saraiva e.

O nome da estrela era Absinto. Apocalipse 9: A selagem de Apocalipse 7: Formava as fronteiras de Israel ao norte. A arca no Antigo Testamento era o lugar onde Deus vinha encontrar-se com os homens a fim de revelar a sua vontade. E ouvi uma voz do altar responder: Em Hebreus A segunda vinda de Jesus. Esse monte fica ao sul do vale do Megido e a oeste do monte Carmelo. Almeida Atualizada traz: No caso mesmo de Ezequiel 4: Duas passagens do Novo Testamento mostram o contraste entre Cristo e o anticristo: Lucas 1: Adolf Hitler, por sinal, era ariano, e tem sido chamado pelos ocultistas como o Senhor da Grande Guerra.

Contrastes entre as duas bestas: Um judeu? N o manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: R ei dos reis, e Senhor dos senhores Apocalipse No manto, sobre a sua coxa tem escrito o nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores Apocalipse Daniel 2: E tenho as chaves da morte e do inferno. Apocalipse 1: Romanos E saireis, e saltareis como bezerros libertos da estrebaria.

Mas considerai isto: O mesmo se verifica na fachada a Ocidente. Domingos ao Rossio fig. Relembramos que a Patriarcal de D. Francisco Xavier da Sylva relata como D. O desenho de Zuzarte fig. Pedro II com D. Trata-se da entrada oficial de D.

Reservados — Arquivo Tarouca, n. Ainda que a Sala dos Embaixadores pudesse competir em termos de medidas c. Pedro II do seu casamento com D. Tal como em Sintra fig. Em , a rainha D. Pedro II], e a Princeza [D. Manoel Bautista de Castro que a identifica imediatamente antes da primeira sala dos aposentos da rainha, situada precisamente nesse corpo paralelo ao rio Sobre os aposentos da rainha vide infra pp.

Todavia, os dados para o reinado de D. Por seu lado, o Pe. Com efeito, D. Fiz destas casas o meu quarto. De acordo com as Memoires Bautista de Castro, os aposentos de D. Afonso VI. Importa lembrar que em D. Pedro em aposentos a Sul do Largo da Campainha. Escreve o autor: De acordo com o cronista, a Sala dos Porteiros da Cana, que, como vimos, ficava certamente sobre o Largo da Campainha, dava acesso, por um lado, aos aposentos do rei e, por outro, aos da rainha esq.

O Regimento de completa o discurso de Fr. No seu regimento D. Bautista de Castro declara poder ver-se o mar a partir da segunda sala do dossel da rainha esq. Depois da morte de D. Retomemos, portanto, o texto de Fr. Os trabalhos arrancaram a 4 de Junho de e terminaram nos finais de Maio do ano seguinte. Na extremidade ocidental podia comunicar-se dos aposentos da rainha a Norte , e aos dos infantes a Oeste. Maria, Princesa da Beira? Em primeiro lugar que os aposentos das infantas, filhas de D.

Em segundo, que indo dos aposentos das infantas e atravessando os da rainha se podia chegar aos do rei. Por fim, que os aposentos da princesa D. Mariana se encontravam perto dos de D.

Enquanto filho segundo, D. Infante [D. Na verdade, Merveilleux afirmara, em , que os aposentos de D. Sobre a infanta D. O infante D. Carlos; e D. Carlos e D. Maria, Princesa da Beira. Assiste na sua quinta. Com efeito, uma das gravuras de Dirk Stoop sobre a partida de D.

Primeiramente chefiada, no reinado de D.

A Golden Crown – Wikipédia, a enciclopédia livre

Em primeiro lugar as cozinhas. Reservados — cod. O seu filho, D. Na verdade, anos mais tarde, D. Uma dessas salas era a Casa dos Retratos.

Pdf cavaleiro reinos sete livro dos o

No seu Discurso Historico Escreve o autor que D. Domingos Capassi, por D. De entre todos esses contributos, devem destacar-se dois em particular: Importa agora confrontar estes contributos com duas importantes fontes: Partindo do texto de Fr. Existiam ainda duas outras portas na capela: Esta passagem do texto de Fr. Como mostra a planta do complexo patriarcal fig. O testemunho de Fr. Roque fig.

Pedro de Roma Que aconteceu portanto ao ouro que impressionara Fr. Barbosa Machado? O portal, de resto, conhecemo-lo bem, dado que foi, depois do terramoto, aplicado na fachada da Igreja de S. Os desejos de D. A sala quadrangular, com cerca de 20 metros de lado, acolhia assim uma estrutura em madeira capaz de acomodar uma parte significativa da corte. Soares Carneiro consegue desta forma fundamentar as suspeitas outrora enunciadas por Augusto Vieira da Silva.

Perante a impossibilidade de comprovar actualmente qualquer uma destas propostas, resta-nos imaginar o interior do teatro a partir dos relatos coevos. Le parterre occupe toute la longueur de la salle. Uma vez mais importa citar John Templer que descreve perfeitamente esta nova tipologia de escadaria: They became an end in themselves - resplendent art objects, the jewel in the crown of the palace.

On these stairs, the formalities of reception and departure were played out within the diplomatic protocol of the court. No Cortile del Belvedere c. Este modelo seria igualmente adoptado na casa do rei. Como vimos anteriormente, o quarto do rei era formado por: Ambos os aposentos eram precedidos por uma sala de guardaria: Duarte no seu Leal Conselheiro, que merece ser aqui transcrita: Item segunda, camara de paramento, ou ante-camara, em que custumam estar seus moradores e alguums outros notavees do reyno.

Item terceira, camara de dormyr, que os mayores e mais chegados de casa devem aver entrada. Item quarta, trescamara, onde sse custumam vestir, que pera mais speciaaes pessoas pera ello perteecentes se devem apropriar.

Verificamos, portanto, o seguinte: Lopes de Almeida, p. Do ponto de vista das permeabilidades aos modelos estrangeiros destacam-se, sobretudo, o Ainda que este se localizasse ao lado da sala do candeeiro, as fontes sugerem que se encontrava vedado para a maioria das pessoas que acedia a esta sala cf.

Duarte no Leal Conselheiro. Museu da Cidade Fonte: Museu da Cidade. JPG Fig. Arquivo Geral de Simancas.

A Golden Crown

Biblioteca Nacional. Desenho Litografia. Desenho, Tinta-da-china com aguada sobre papel. XVIII depois de Museu Nacional de Arte Antiga. Gravura aberta a buril. XVI Fonte: Mosteiro Real do Escorial, Museu Nacional do Azulejo. Domingos, Lisboa Fonte: Mattos Perez, Estoril. Sanderus, s. Roque, Lisboa, c. Kuntz, M. Academia Nacional de Belas Artes.

AAVV, Arco dos Passarinhos 3. Arcos dos Pregos 4. Aposentos da Rainha Aposentos de D. Me pede o s. Rol dos oficiais das obras destes pacos de S. Varedor da Rua dos premdos? Rol das cazas dos baixos destes pacos Item: Na logea gde esta o macho q tira agoa no jardim e o coche de frco de?

Logo adiamte a estrebaria q?